domingo, 30 de novembro de 2008


Fui a uma farmácia outro dia. Não, não fui comprar camisinha, minha vida sexual anda meio inativa. Também não sou aquele eufemismo que usam para gay, metrossexual, não fui lá pra comprar perfume e creminho nenhum. Fui para me pesar mesmo.

Engraçado que bem ao lado da balança colocaram um freezer de sorvetes. Que coisa, não? Se eu me peso e vejo que foi pouco, relaxo e compro um sorvete; se me peso e vejo que foi muito, ligo o foda-se e compro um sorvete também. O farmacêutico lucra invariavelmente.

É, capitalismo selvagem.

Um comentário:

gianna disse...

impressionante como visualizo vc falando cada palavra... rsrsrsrsr
muito vc mesmo!!!